O SINPACEL participou em 31/05/2022 de uma mesa de debate sobre logística reversa no estado do Paraná que ocorreu na 14ª Reunião Ordinária do Grupo R-20 e Reunião regional do Fórum Nacional de Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos.

Neste debate, o SINPACEL apresentou sobre as ações de logística reversa do setor, a construção da Rota Estratégica do Papel – da logística reversa à economia circular e sobre o Plano de Logística Reversa do Sinpacel 2022 – 2026.

Participaram desta mesa de debate: Alexandre Gaio – Promotor do CAOP MPPR, Celso Araújo – Vice Presidente do Fórum Nacional dos gestores de limpeza urbana e manejo resíduos sólidos, Nara Lúcia – Coordenadora de Gestão Ambiental da SEDEST e Marcos Chaves – Secretário Executivo do R-20.

Confira abaixo algumas imagens do evento:

Em dezembro de 2021, durante o 4º Seminário Paranaense de Logística Reversa, o Governo do Paraná oficializou o Termo de Compromisso para a viabilização da logística reversa no setor industrial de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão.

Com base neste termo, na última quinta-feira (05), o presidente do Sinpacel, Rui Gerson Brandt, entregou a Everton Luiz da Costa Souza, secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná (SEDEST), o Plano de Logística Reversa SINPACEL 2022-2026.

O plano foi elaborado levando em consideração os aprendizados do Plano de Logística Reversa 2017 – 2021, os compromissos firmados com o Termo de Compromisso, as orientações do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS/PR) e da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), e as ações provenientes da “Rota Estratégica do Papel: da Logística Reversa à Economia Circular”.

O presidente do Sinpacel destacou que o Termo de Compromisso foi um marco para o setor, ao reafirmar o foco sustentável que sempre o caracterizou. “Agora, com a formalização da entrega do Plano de Logística Reversa SINPACEL 2022-2026, o objetivo é implementar e fomentar ações e campanhas de conscientização, sensibilizando o consumidor para a correta separação e destinação das embalagens. Além disso, o plano serve de apoio a outros sistemas de logística reversa em operação no Estado do Paraná, incluindo também cooperativas e associações de catadores, treinamentos, palestras e ações de comunicação. Tudo para fazer acontecer a mudança de paradigma necessária e fazer da Logística Reversa uma realidade em todo o nosso setor”, complementou Rui.

Com o objetivo de engajamento dos stakeholders para ações futuras com foco em economia circular, o SINPACEL esteve apresentando em 14/04 a “Rota Estratégica do Papel – da logística reversa à economia circular” ao Presidente do CRQ-IX Edward Borgo. Nesta reunião estavam presente também o Conselheiro do CRQ Carlos Molkenthin e o Advogado Renato Villanova. Foram também entregues exemplares do livro comemorativo de 50 anos do Sinpacel.

Os desafios a serem superados na perspectiva da Logística Reversa e Economia Circular são numerosos e complexos, e com a união de todos os integrantes da cadeia e também dos stakeholders, com uma visão clara de futuro e alicerçados em um bom planejamento estratégico, esses desafios podem ser enfrentados.

O Sinpacel, em parceria com a Trombini Embalagens e o Rotary Club, realizou a doação de coletores para coleta seletiva

Incentivar a separação e a reciclagem de resíduos é uma prática constante e contínua realizada pelo Sinpacel. Uma prática que precisa ir muito além dos setores de papel, papelão, celulose, embalagens e artefatos de papel e papelão, alcançando e engajando toda a sociedade.

Com este foco, o Sinpacel realizou, na última quinta-feira (10), em parceria com a Trombini Embalagens e o Rotary Club, a doação de 20 conjuntos coletores para a realização da coleta seletiva de resíduos: papel, plástico, metal, vidro, não reciclável e resíduo contaminado. Eles foram entregues à diretora Karla Monteiro Kuehne, da Escola de Ensino Fundamental Otto Bracarense Costa, localizada na Cidade Industrial de Curitiba.

O presidente do Sinpacel, Rui Gerson Brandt, aproveitou o evento para se dirigir aos 140 alunos presentes, realizando uma breve palestra educativa sobre a importância da separação e da reciclagem de resíduos. Os participaram ativamente deste momento de educação ambiental, tendo contato com o conceito de Logística Reversa e compreendendo a importância da separação dos resíduos como forma de cuidar do meio ambiente.

“Dizer que as crianças representam o futuro não é apenas uma frase de efeito, mas a constatação de que elas significam muito para a melhoria da qualidade ambiental e qualidade da vida, assim como perpetuação dos nossos ideais”, explicou Rui Brandt. “Por isso a importância de transmitir conceitos fundamentais como a reciclagem e a separação dos resíduos. Conceitos que significam um futuro mais verde, com respeito ao meio ambiente e com incentivos para garantir ações sustentáveis em todas as esferas de nossa sociedade”, concluiu.

Fonte: VX3 Comunicação

A agenda “Compliance Ambiental Sinpacel” foi criada para informar e orientar as empresas do setor sobre responsabilidades gerais e prazos perante os órgãos ambientais, com o objetivo de contribuir com a compliance ambiental das indústrias do setor com sede no estado do Paraná.

Clique aqui e baixe o arquivo em PDF para visualização!

Segundo este Decreto:

• O disposto aplica-se às pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado responsáveis, direta ou indiretamente, pela geração de resíduos sólidos e que desenvolvam ações relacionadas à gestão integrada ou ao gerenciamento de resíduos sólidos;

• Fica instituído o Programa Nacional de Logística Reversa (coordenado pelo MMA), que será integrado ao SINIR e ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos Planares;

• Os sistemas de logística reversa deverão ser integrados ao SINIR,

• Fica assegurada a isonomia na fiscalização e no cumprimento das obrigações referentes à logística reversa;

• Ficam revogados: Decreto 5.940/2006, Decreto 7.404/2010, Decreto 9.177/2017 e o inciso IV do art. 5º do Decreto 10.240/2020.

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/decreto-n-10.936-de-12-de-janeiro-de-2022-373573578

O SINPACEL continuará o monitoramento legislativo, e comunicará aos associados sobre novos regulamentos ambientais.

Fonte: Diário Oficial da União

IBAMA aprova a Instrução Normativa 022/2021, que regulamenta o RAPP (Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais) e revoga os atos normativos consolidados, em atendimento ao Decreto nº 10.139, de 28 de novembro de 2019.

Conforme a IN do IBAMA 022/2021:

• As pessoas físicas e jurídicas que exercerem, isolada ou cumulativamente, atividades potencialmente poluidoras e utilizadoras de recursos ambientais são obrigadas ao preenchimento e entrega do Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais até 31 de março de cada ano, considerando as atividades exercidas de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano anterior.

• As pessoas físicas e jurídicas que descumprirem o disposto, estarão sujeitas a sanções previstas no Decreto nº 6.514, de 22 de julho de 2008;

• Ficam revogadas: IN 14/2013, IN 06/2014, IN 02/2015, IN 09/2018, IN 01/2019, IN 23/2019, IN 12/2020 e IN 04/2021;

• A Instrução Normativa 022/2021 entra em vigor em 03 de janeiro de 2022.

https://www.ibama.gov.br/component/legislacao/?view=legislacao&legislacao=138785

O SINPACEL continuará o monitoramento legislativo, e comunicará aos associados sobre novos regulamentos ambientais.

Fonte: Ibama

Os documentos reafirmam o compromisso dos setores no cumprimento da legislação estadual e nacional. As assinaturas envolvem a logística reversa de lâmpadas pós-consumo; baterias inservíveis de chumbo ácido, seus resíduos e embalagens; e papel e celulose.

O Governo do Paraná oficializou nesta terça-feira (07) três Termos de Compromissos para o comprometimento da logística reversa nos setores de lâmpadas pós-consumo; baterias inservíveis de chumbo ácido, seus resíduos e embalagens; e setor industrial de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão.

Os documentos foram assinados durante o 4º Seminário Paranaense de Logística Reversa, na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), em Curitiba. A parceria foi firmada pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Instituto Água e Terra (IAT) e as empresas e sindicatos que representam os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e/ou entidades representativas dos produtos que são obrigados a ter logística reversa.

“O lixo é uma matéria-prima fora do lugar e a logística reversa é um dos grandes pilares de toda a política para acabar com os lixões”, destacou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, ao citar o Paraná tem procurado atender a demanda do mercado mundial.

“O mundo quer consumir produtos sustentáveis. Saber como é feito hoje a destinação correta dos resíduos sólidos para acabar com o descarte irregular em aterros sanitários das embalagens que contaminam o meio ambiente, é o primeiro passo para apresentar ao mundo que o Paraná está preocupado com a sustentabilidade”, completou.

Foto: Alessandro Vieira

Clique aqui para ler o conteúdo completo

Fonte: Sedest

Governo do Paraná oficializa Termo de Compromisso para acelerar a Logística Reversa do setor de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão.

Mais um grande passo para a Logística Reversa do setor foi dado na última terça-feira (07), durante o 4º Seminário Paranaense de Logística Reversa, na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), em Curitiba.

Neste importante evento, que debateu as políticas de descarte adequado das embalagens pós-consumo, o Governo do Paraná oficializou o Termo de Compromisso para o comprometimento da logística reversa no setor industrial de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão. Além deste, termos para o setor de lâmpadas pós-consumo e para o setor de baterias inservíveis de chumbo ácido, seus resíduos e embalagens também foram oficializados.

Segundo Rui Gerson Brandt, presidente do Sinpacel, a história da celulose tem início com a logística reversa, uma vez que o primeiro material produzido foi pelo aproveitamento de tecidos usados.

“Diante disso, sempre, ao longo de sua história, o setor balizou sua atuação na busca de atender essa expectativa de que o que produz possa ser reutilizado. Além disso, toda árvore para produção da celulose é uma árvore plantada, o que caracteriza a atenção para a sustentabilidade também. Então, o Termo de Compromisso reafirma o que nos propusemos a fazer desde o início da nossa história”, destacou.

No evento foi realizada ainda, pela Gerente Executiva do Observatório Sistema Fiep, Marília de Souza, a apresentação da Rota Estratégica do Papel: da Logística Reversa à Economia Circular. 10 exemplares impressos desta Rota, e também do livro Sinpacel: 50 Anos a Serviço da Indústria, foram sorteados entre os participantes.

João Arthur Mohr, Gerente de Assuntos Estratégicos do Sistema Fiep, parabenizou o Sinpacel pela inciativa, pois mesmo sem a necessidade compulsória do setor, o desenvolvimento das iniciativas que envolvem a logística reversa se revela um adiantamento voluntário e importante diante da questão.

Já o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, Márcio Nunes, destacou que o estado tem procurado atender uma demanda do mercado mundial.

“O lixo é uma matéria-prima fora do lugar e a logística reversa é um dos grandes pilares de toda a política para acabar com os lixões. O mundo quer consumir produtos sustentáveis. Saber como é feito hoje a destinação correta dos resíduos sólidos para acabar com o descarte irregular em aterros sanitários das embalagens que contaminam o meio ambiente, é o primeiro passo para apresentar ao mundo que o Paraná está preocupado com a sustentabilidade”, completou.

Serviço:

O 4º Seminário Paranaense de Logística Reversa pode ser acompanhado pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=5TTzFKA31fk. A assinatura do Termo de Compromisso entre o Governo do Estado e o Sinpacel pode ser conferida a partir dos 43 minutos e 30 segundos. A apresentação da Rota Estratégica do Papel: da Logística Reversa à Economia Circular encontra-se disponível a partir das 4 horas e 15 minutos.

Com o objetivo de engajamento dos stakeholders para ações futuras com foco em economia circular, o SINPACEL esteve apresentando ontem a “Rota Estratégica do Papel – da logística reversa à economia circular” ao Diretor-Presidente do TECPAR Jorge Callado.

Os desafios a serem superados na perspectiva da Logística Reversa e Economia Circular são numerosos e complexos, e com a união de todos os integrantes da cadeia e também dos stakeholders, com uma visão clara de futuro e alicerçados em um bom planejamento estratégico, esses desafios podem ser enfrentados.