SOBRE A LOGÍSTICA REVERSA

LOGÍSTICA REVERSA

Agora é Lei!

A Lei Federal nº 12305/2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos-PNRS) define a logística reversa como um instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.

As diretrizes para estruturação da Logística Reversa das cadeias produtivas foram estabelecidas pela PNRS, instituída pela Lei Federal nº 12.305 /2010 e regulamentadas pelo Decreto nº 10936/2022, que inclui a responsabilidade compartilhada, o ciclo de vida do produto e a ordem de prioridade na gestão dos resíduos sólidos.

Logística Reversa Sinpacel: Sua empresa inserida neste Ciclo do Bem!

A Logística Reversa é muito mais do que uma atribuição legal. É uma ação que demonstra consciência ambiental, responsabilidade e comprometimento com o reaproveitamento dos resíduos.

Em dezembro de 2021 a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) firmou um novo Termo de Compromisso com o Sinpacel para dar continuidade na Logística Reversa do setor de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão.

O Sinpacel, como entidade representativa do setor de papel e celulose, desenvolveu e aprovou junto à Sedest o Plano Setorial de Logística Reversa 2022-2026 para que, de forma organizada e coletiva, as empresas do setor possam cumprir o que exige a legislação.

Por meio de sistemas de logística reversa, o papel e suas embalagens que são descartados pelo consumidor, após o uso, podem retornar ao setor produtivo na forma de matéria-prima.

PLANO SETORIAL DE LOGÍSTICA REVERSA

Incentivando a reciclagem, atendendo as metas exigidas.

O Plano Setorial é um compromisso coletivo. Com ele, o setor
de papel, celulose, pasta de madeira para papel, papelão, artefatos de papel e papelão busca melhorar o sistema de reciclagem no Paraná como um todo.

Como ele é viabilizado?

Tais ações buscam assim atender as exigências da PNRS e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest).

Logística Reversa Sinpacel

Um compromisso com o Paraná!

A abrangência do Plano é estadual (Paraná), e cumpre os requisitos do Termo de Compromisso firmado com a Sedest em dezembro de 2021, e da Lei 12.305/2010.

Assim, o Sinpacel realiza a gestão e execução do Plano, juntamente com o Comitê Gestor (composto por representantes das empresas participantes), e por meio do investimento das empresas que vierem a aderir ao Plano.

logo-logistica-reversa-sinpacel-clean

LOGÍSTICA REVERSA NO SETOR DE PAPEL E CELULOSE

Entenda como funciona!

A imagem abaixo apresenta todas as atividades econômicas envolvidas no setor. Confira:

O mercado consumidor, situado no final da cadeia produtiva, é responsável pelo descarte do produto já utilizado. Só que isso pode acontecer de maneira ambientalmente correta, com a separação correta do lixo e sua destinação para a coleta seletiva, ou de maneira ambientalmente inadequada, quando a embalagem de papel/papelão é descartada junto com o lixo orgânico, inviabilizando sua reciclagem.

O ciclo reverso do papel se dá com a atuação de catadores de material reciclado e do aparista de papel. Estes são responsáveis pelo retorno do papel usado a outros ciclos produtivos, promovendo a reciclagem. Confira como isso funciona no próximo infográfico (abaixo).

De acordo com a Anguti Estatística, o Paraná é o 3° maior Estado reciclador, detendo 20% de empresas recicladoras de papel e papelão, configurando-se como um Estado que consome mais aparas do que gera, pois, suas 28 indústrias recicladoras, consomem em torno de 750 mil toneladas por ano, enquanto a geração dentro do Estado está em torno de 350 mil toneladas/ano (Anguti Estatística, 2021).

Em dezembro de 2021, o Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná (SEDEST), que veio a substituir a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), oficializou o Termo de Compromisso para a viabilização da logística reversa no setor industrial de papel, celulose e pasta de madeira para papel, papelão e de artefatos de papel e papelão.

Este termo foi publicado no Diário Oficial do Paraná em 18 de janeiro de 2022.

Em maio deste mesmo ano o SINPACEL entregou à SEDEST o Plano de Logística Reversa SINPACEL 2022-2026, que foi elaborado levando em consideração os aprendizados do Plano de Logística Reversa 2017-2021, os compromissos firmados com o Termo de Compromisso, as orientações do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS/PR) e da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), e as ações provenientes da “Rota Estratégica do Papel: da Logística Reversa à Economia Circular”.

Com a entrega formalizada, o Plano de Logística Reversa SINPACEL 2022-2026 torna-se finalmente uma realidade capaz de mudar paradigmas e impulsionar a Logística Reversa do setor em todo o estado do Paraná.

Confira a matéria de apresentação do Plano de Logística Reversa Sinpacel 2022-2026, entregue pelo Presidente do Sinpacel, Rui Gerson Brandt, ao Sr. Everton Luiz da Costa Souza, secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná (SEDEST).

Clique aqui para acessar!

SAIBA MAIS SOBRE A LOGÍSTICA REVERSA SINPACEL!

Continue navegando pelo nosso conteúdo e obtenha mais informações. Organizamos um menu para continuação da sua navegação: